#PinkyEmSP – Fenícia

Oi gente!

Ontem fui na 25 de Março atrás de um fone novo e de contact para encapar o notebook e acabei descobrindo um restaurante muito legal na Rua Comendador Abdo Schahin, aquela rua atrás da 25 (a da loja Clóvis, atrás do Armarinho Fernando), o Fenícia. Ele é especializado em culinária libanesa e vai desde esfihas até refeições completas, passando, é claro, pelos meravilhousos doces árabes.

Como fui no fim do expediente, acabei pedindo três esfihas, que saíram 10 reais, e uma Coca (não lembrei de tirar foto, desculpaê). As esfihas, deliciosas e muito bem recheadas, foram de zaatar (uma mistura árabe de ervas e gergelim, que eu não curti muito) e queijo.

Pra quem não sabe, a rua Abdo Schahin tem vários lugares para comer, tipo Spoleto, restaurantes árabes, lanchonetes…

Para quem quiser conhecer, o restaurante fica na Abdo Schahin, 158. Também tem delivery 😉

E aí, gostaram da dica? Me contem lá no Twitter ou no Instagram (@pinkyribeiro).

Beijos,
Pinky

Anúncios

#PinkyEmSP agora é permanente

Oi gente!

Vim aqui dizer que voltei a morar em São Paulo depois de 3 anos, porque passei na FOUSP, a faculdade dos meus sonhos. Com isso, pretendo fazer a seção #PinkyEmSP ficar bem ativa, com tudo que há de legal para fazer na cidade (fiz coisas como ir na exposição do Renato Russo no MIS e ir na Japan House, mas cadê que eu postei? Notebook quebrado e preguiça colossal de escrever… E essa miséra ainda quer ser digital influencer…). Já entrando no clima, quero dizer que neste domingo, 25/02, haverá a festa do Ano Novo Chinês no bairro da Liberdade. Das 11 às 19 horas terá uma programação variada de tradições chinesas, barracas com comida, entre outros. Eu se fosse você não perdia! 😉

Beijos,
Pinky

Livros do mês – janeiro

Oi gente!

Virou o mês, estamos em fevereiro, mas mesmo assim vou falar dos livros do mês, ou melhor, do livro do mês, já que eu só estreei um por causa das férias em São Paulo e de outros fatores. Here we go.

From This Moment On, de Shania Twain

Como eu falei no penúltimo #PinkyEmSP, eu comprei na Banca Sebo, na Avenida São João, um exemplar novíssimo da autobiografia da minha diva. Nela, Shania passa a limpo toda a sua história de vida, com detalhes. Vale muito a pena ler, porque é a história de uma pessoa que enfrentou as mais adversas intempéries da vida e venceu.

E aí, curtiram? Comentem, é a única coisa que eu sempre vos peço!

Beijos,
Pinky

#PinkyEmSP – Season Finale

Oi gente!

Esse é o último post da série #PinkyEmSP, já que voltei para Itapetinga.

Bem, na quinta e na sexta (19 e 20/01, respectivamente), fiquei em casa, já que tem caído o mundo na capital paulista ultimamente.

No sábado à tarde, fui ao West Plaza trocar o batom e descobri que o Rosali especificamente só é fabricado  no tamanho 2,8ml (já mandei e-mail para a Quem Disse, Berenice? pedindo um tamanho maior, já que esse foi o melhor batom que eu já tive). Também provei a casquinha recheada do Burger King.

No domingo, teve almoço de família na Tia Ilza e eu também fui com a Joyce na Hillsong São Paulo. Nós duas estávamos com muita vontade de conhecer a famosa igreja australiana. Achei o culto muito rápido (detalhe: nós perdemos o louvor), mas de resto foi legal, principalmente a atenção que eles têm com os visitantes.

O bonde, menos o Gustavo.
A Joy e eu na Hillsong SP. Foi o último culto no Audio Club.

Na quarta, aniversário de São Paulo, fui para a casa da Tia Lei para o último almoço de família antes da viagem, com direito a decacampeonato do Corinthians na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Na quinta à tarde, peguei a estrada de volta para Itapetinga, e, na sexta-feira, cheguei.

E esse foi o último episódio dessa temporada de #PinkyEmSP. Em agosto de Deus breve tem mais.

Beijos,
Pinky

#PinkyEmSP – S02E05

Oi gente!

Ficamos uma semana sem post porque eu queria compilar todos os acontecimentos num post só.

Na terça passada eu saí com o meu pai e os meus irmãos. O roteiro foi Parque da Luz, Avenida Tiradentes, Florêncio de Abreu e 25 de Março. Depois, aniversário do primo.

Gustavo, Heloisa, meu pai e eu no Parque da Luz.
Eu e a Vanessa no aniversário do Rafael.

No dia 11 não devo ter feito nada além de ficar em casa e ir, quando muito, ao mercado. Na quinta, fui à igreja. Sexta e sábado também fiz vários nada.

No domingo, minhas amigas Bruna  e Ally vieram almoçar aqui. Eu ainda não conhecia a Ally pessoalmente, já a Bru eu conheço desde 2010, da escola. Elas e a Anna, o outro vértice do triângulo, têm uma girlband, a Connect Force. Depois da visita, fui pra igreja.

Eu e a Bruna.

Segunda foi dia de vários nada. Terça à noite, de shopping com a tia e a irmã. Por lá, comprei um estojo de óculos na Renner e um batom líquido na Quem Disse, Berenice? (que eu tenho que trocar). E lanchei no Burger King.

A pracinha do West Plaza à noite.
Heloisa, eu e a Tia Ilza.
As onion rings foi tudo o que eu lembrei de fotografar 😂

Na quarta-feira eu fui com meu pai e meu irmão na Santa Ifigênia. Lá eu ~finalmente~ comprei um fone e uma capinha novos e também comprei na Banca Sebo da São João a autobiografia da minha diva Shania Twain. Ela inclusive já vai pros Livros do Mês.

O livro, o estojo do óculos, o fone e a capinha.
Meu pai e eu na Santa Ifigênia. Avenida Prestes Maia ao fundo.

Enfim, a semana foi isso. Esperam que tenham gostado.

Beijos,
Pinky

#PinkyEmSP – S02E04

Oi gente!

Depois de quarta e quinta fazendo vários nada, sexta foi dia de piscina e igreja. Fui visitar a igreja em que eu me batizei, a Restaurando Vidas (antiga Casa Firme Liberdade). Os pastores, Ademir e Elsa Lima, são padrinhos de casamento dos meus pais. Sans photos. No sábado, fui visitar amigos que eram da ADUPV.

O look de sexta e sábado. Blusa Amarras, calça Renner, sandália Louise Prado (já postei no look do ano novo), bomber e bijoux de acervo pessoal.
A jaqueta bomber, que é de crepe de seda. Eu achei no armário da minha avó. Ela, e mais outras duas peças, ganharão um post logo logo.

No domingo, meu pai e meu irmão chegaram em SP. Sans photos aussi.

Na segunda-feira, fui ao centro com o meu pai atualizar documentos, tomar chá com leite no Rei do Mate e andar na Galeria do Rock. Coisas de pai e filha. Por lá, ainda comprei O Quarto K (falei dele no Livros do Mês de agosto), de Mario Puzo, num sebo e mandei fazer uma camiseta da DNCE na Galeria.

O design da estampa foi feito por mim 😉

E aí, curtiram? Logo logo tem mais!

Beijos,
Pinky

PS: quem quiser visitar a Restaurando Vidas e ouvir sobre Deus, o endereço é Rua Conselheiro Furtado, 559, Liberdade.

#PinkyEmSP – S02E02

Oi gente!

Dessa vez vou contar sobre os dois primeiros dias em São Paulo. Bem, no dia que eu cheguei, abracei cada um dos meus primos e à noite fui matar minha vontade de pizza com eles, na Freguesia do Ó, perto da casa minha tia. Literalmente quebrei a banca! No dia seguinte, sol e piscina com as tias e os primos.

Na quarta-feira, foi um dia maravilhoso, porque encontrei minhas duas melhores amigas numa tacada só. Fui à Avenida Paulista com a Joyce e conheci o Shopping Cidade São Paulo, fui em outros lugares da avenida símbolo de São Paulo, fiz minha “estreia” no Starbucks e conheci o Taco Bell do Top Center. Segura que vai ter surra de fotos.

Créditos do look: blusa Whoop, saia Jin DG (mandei encurtá-la), sapatilhas FiveBlu, bolsa TKTS e brinco de acervo pessoal.
Praça do Ciclista.
Escadaria da Gazeta.

Assim que chegamos ao shopping, resolvemos ir no Starbucks, já que eu nunca fui. A Joy pediu um Frappucino Floresta Negra e eu pedi um chá, já que eu não bebo café e não sabia que podia pedir sem café. Realmente é gostoso, mas o Rei do Mate continua soberano.

Eu e a Joyce no Starbucks do Shopping Cidade São Paulo.
O chá que eu pedi. Se não me engano, era mate com limão.

Depois que a chuva da tarde de ontem parou, fomos descobrir onde era a Forever 21. A loja fica no Top Center e neste shopping fica o Taco Bell onde nós comemos. Pedi um Crunchy Taco de carne para experimentar. É gostoso. Os preços do Taco Bell ficam na mesma faixa dos demais fast-foods.

Como vieram os tacos que eu pedi (um era meu e outro era da Joyce)
O taco que eu pedi, já mordido.

Depois, ficamos loucas na Fnac e voltamos para casa. O metrô, por incrível que pareça, não estava lotado. Chegando na minha tia, minha outra BFF, a Amanda estava lá e ainda me deu uma body splash da Victoria’s Secret de presente. Podia ser melhor? Depois, viemos de Uber para a casa da minha outra tia.

Enfim, foi isso. Espero que tenham gostado.

Beijos,
Pinky

PS: ainda comprei na Paulista uma bandana e um postal de São Paulo, que não tirei foto.

#PinkyEmSP – Once again

Oi gente!

A série #PinkyEmSP recomeça porque eu estou na minha terra de novo para passar as férias. Neste primeiro post, vou contar como foi a viagem rumo à capital paulista. Recomendo já ler o primeiro #PinkyEmSP para saber o “protocolo” dos Ribeiro para a estrada.

Dessa vez, eu viajei numa empresa diferente e por um caminho diferente, que foi via Nova Serrana (o do do ano passado, foi pela Rio-Bahia). Bem, mesmo sendo dezembro, peguei uma friaca daquelas de madrugada, porque juntou a madrugada mineira com o ar-condicionado do ônibus, mesmo assim, viagem foi tranquila.

Camiseta Corinthians (aquela que eu comprei na ShopTimão), calça Riachuelo, tênis Star Tech e óculos de acervo pessoal.

Cheguei em SP no começo da tarde de terça e segui, de Uber, para a casa da minha tia. Meu sentimento foi de que eu finalmente voltei para casa, depois de longas férias na Bahia, mesmo sabendo que eu estou de férias em São Paulo.

Por-do-sol em algum lugar em Minas. O vidro do ônibus era fumê.

Depois eu conto mais sobre as férias paulistanas.

Beijos,
Pinky

Look do dia – 12/07/15

Oi gente!

Estou aqui no ônibus #deprê por ter estar indo embora da minha terra natal voltando para casa, na Bahia (paradoxo, não?) e vou postar meu último look do dia em SP. Segue o look:

image

Óculos escuros sem marca, blusa preta Amarras (porque faz um frio de rachar na estrada), jeans Riachuelo (aquele que eu comprei em 02/07), bota Prego, camisa Lenny (não é a marca de beachwear eu acho) e headphones 25 de Março (o do post anterior).

E aí, curtiram? Deixem os reviews aqui, me desejem boa viagem e que eu não fique níveis Lana Del Rey de depressão pós-SP.

Beijos,
Pinky

#PinkyEmSP – #04

Oi gente!

Nesta minha última semana em SP fui à 25 de Março TRÊS vezes, pelas mais variadas razões. E estou escrevendo para mostrar o que compramos (porque fui acompanhada hehe) por lá.

image

Ficou de fora meu donut pra coque e elásticos de cabelo coloridos, que eu não sei onde estão xD

Piranhas de cabelo

image

Minha mãe é apaixonada por esse tipo de acessório, por conta disso, jamais ela jamais deixaria de ir à 25 sem reabastecer seu estoque. Compramos essa em uma loja na rua Carlos de Souza Nazaré, a travessa da 25 onde fica o Shopping 25 de Março.

Headphones

image

Na primeira vez que eu fui na 25 nessa viagem, eu vi esse fone numa loja e me apaixonei (e olha que eu gosto mais de earphones). Na segunda, fui de novo lá e depois de muito procurar, o achei numa loja na Carlos Nazaré. E aí está ele.

Maquiagem

image

O estojinho semelhante ao de óculos, contém um jogo de máscara para cílios mágico. O tubinho maior você aplica como máscara normalmente; o menor você aplica espalhando nos cílios. Ele tem fibras de cashmere que grudam nos cílios, dando o efeito de cílios postiços. Então, você sela as fibras com a máscara e voilà! Cílios postiços sem ser postiços!
Os BB Creams (um é meu e o outro é da minha mãe) são o Nude Magique BB Cream, da L’Oréal. Ele tem toque seco, hidrata por 24 horas, tonaliza, tem FPS 12 e ainda faz parecer que você não tem nada na pele! Meu tom é o médio.

Os glosses são da Ruby Rose (um meu e um da minha irmã), mas eu não curti tanto por serem muito cintilantes, pelo menos pra mim. Todas essas maquiagens eu comprei numa loja chamada Up, que fica no terceiro andar do Shopping 25 de Março (e não tem nada pirata aqui).

Bem, agora você deve estar se perguntando “e os body splashes da Victoria’s Secret”? Bem, esses são outra história.

Beijos,
Pinky