#PinkyNoES

Oi gente!

Na quinta-feira pós-carnaval, viajei para Linhares, no Espírito Santo, pois prestei no domingo um concurso público em Colatina.

Na quinta à tarde, viajei de Itapetinga à Itabuna, pois é de lá que saem os ônibus para o ES. Já à noite, comprei um cartão-postal (o único que comprei na viagem, infelizmente) e embarquei rumo à Linhares. A viagem durou 11 horas(!!!!) mas foi tranquila.

Meus pais e eu na Rodoviária de Itabuna. Isso na minha mão é cocada de cacau. Porque ir à Itabuna sem comer nada de cacau não tem nexo!

Cheguei na cidade às 7 da manhã e já fui recepcionada por Jorge e Linda, o casal de amigos que nos hospedou. Tomei aquele café e, à tarde, fomos conhecer o centro da cidade. Não tirei fotos, mas é um lugar bem próspero, cheio de lojas (tanto locais quanto nacionais) e de movimento. Em uma lojona estilo cadeia de fast-fashion, a Avenida, comprei dois shortinhos na liquidação.

À noite, fomos jantar num restaurante perto de uma das muitas lagoas de Linhares, o La Gunna. Também não tirei fotos, mas estava tudo ótimo. Ambiente, comida, localização…

No dia seguinte, fui comprar um biquíni, na Tropicaliente Moda Praia, que é pertinho do prédio de Jorge e Linda e, depois, fomos na Lagoa Nova, que tem uma prainha linda! Depois, churrasco (na cobertura do prédio) e bolo, porque foi aniversário da minha mãe.

Eu e meu biquíni novo na Lagoa Nova.
A lagoa. Deliciosa!

Mais uma de Linhares à noite. As duas fotos eu tirei da cobertura do prédio.
E mais uma da noite linharense.
Linhares de dia.

No domingo, pegamos a estrada cedinho para fazer a prova em Colatina. Também não tirei fotos. Achei Linhares bem mais bonita que Colatina, talvez porque não tive a oportunidade de explorar a cidade em dia de semana.

Na segunda-feira à noite, estrada de volta para a Bahia. Dessa vez de ônibus semi-leito, para dormir gostoso na estrada.

Eu fui e voltei de Águia Branca, a única principal viação que vai (e percorre) o Espírito Santo.

Meu diário de viagem foi esse. Espero que vocês tenham curtido 😉

Beijos,
Pinky

#PinkyEmSP – Season Finale

Oi gente!

Esse é o último post da série #PinkyEmSP, já que voltei para Itapetinga.

Bem, na quinta e na sexta (19 e 20/01, respectivamente), fiquei em casa, já que tem caído o mundo na capital paulista ultimamente.

No sábado à tarde, fui ao West Plaza trocar o batom e descobri que o Rosali especificamente só é fabricado  no tamanho 2,8ml (já mandei e-mail para a Quem Disse, Berenice? pedindo um tamanho maior, já que esse foi o melhor batom que eu já tive). Também provei a casquinha recheada do Burger King.

No domingo, teve almoço de família na Tia Ilza e eu também fui com a Joyce na Hillsong São Paulo. Nós duas estávamos com muita vontade de conhecer a famosa igreja australiana. Achei o culto muito rápido (detalhe: nós perdemos o louvor), mas de resto foi legal, principalmente a atenção que eles têm com os visitantes.

O bonde, menos o Gustavo.
A Joy e eu na Hillsong SP. Foi o último culto no Audio Club.

Na quarta, aniversário de São Paulo, fui para a casa da Tia Lei para o último almoço de família antes da viagem, com direito a decacampeonato do Corinthians na Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Na quinta à tarde, peguei a estrada de volta para Itapetinga, e, na sexta-feira, cheguei.

E esse foi o último episódio dessa temporada de #PinkyEmSP. Em agosto de Deus breve tem mais.

Beijos,
Pinky

#PinkyEmSP – S02E05

Oi gente!

Ficamos uma semana sem post porque eu queria compilar todos os acontecimentos num post só.

Na terça passada eu saí com o meu pai e os meus irmãos. O roteiro foi Parque da Luz, Avenida Tiradentes, Florêncio de Abreu e 25 de Março. Depois, aniversário do primo.

Gustavo, Heloisa, meu pai e eu no Parque da Luz.
Eu e a Vanessa no aniversário do Rafael.

No dia 11 não devo ter feito nada além de ficar em casa e ir, quando muito, ao mercado. Na quinta, fui à igreja. Sexta e sábado também fiz vários nada.

No domingo, minhas amigas Bruna  e Ally vieram almoçar aqui. Eu ainda não conhecia a Ally pessoalmente, já a Bru eu conheço desde 2010, da escola. Elas e a Anna, o outro vértice do triângulo, têm uma girlband, a Connect Force. Depois da visita, fui pra igreja.

Eu e a Bruna.

Segunda foi dia de vários nada. Terça à noite, de shopping com a tia e a irmã. Por lá, comprei um estojo de óculos na Renner e um batom líquido na Quem Disse, Berenice? (que eu tenho que trocar). E lanchei no Burger King.

A pracinha do West Plaza à noite.
Heloisa, eu e a Tia Ilza.
As onion rings foi tudo o que eu lembrei de fotografar 😂

Na quarta-feira eu fui com meu pai e meu irmão na Santa Ifigênia. Lá eu ~finalmente~ comprei um fone e uma capinha novos e também comprei na Banca Sebo da São João a autobiografia da minha diva Shania Twain. Ela inclusive já vai pros Livros do Mês.

O livro, o estojo do óculos, o fone e a capinha.
Meu pai e eu na Santa Ifigênia. Avenida Prestes Maia ao fundo.

Enfim, a semana foi isso. Esperam que tenham gostado.

Beijos,
Pinky

#PinkyEmSP – S02E04

Oi gente!

Depois de quarta e quinta fazendo vários nada, sexta foi dia de piscina e igreja. Fui visitar a igreja em que eu me batizei, a Restaurando Vidas (antiga Casa Firme Liberdade). Os pastores, Ademir e Elsa Lima, são padrinhos de casamento dos meus pais. Sans photos. No sábado, fui visitar amigos que eram da ADUPV.

O look de sexta e sábado. Blusa Amarras, calça Renner, sandália Louise Prado (já postei no look do ano novo), bomber e bijoux de acervo pessoal.
A jaqueta bomber, que é de crepe de seda. Eu achei no armário da minha avó. Ela, e mais outras duas peças, ganharão um post logo logo.

No domingo, meu pai e meu irmão chegaram em SP. Sans photos aussi.

Na segunda-feira, fui ao centro com o meu pai atualizar documentos, tomar chá com leite no Rei do Mate e andar na Galeria do Rock. Coisas de pai e filha. Por lá, ainda comprei O Quarto K (falei dele no Livros do Mês de agosto), de Mario Puzo, num sebo e mandei fazer uma camiseta da DNCE na Galeria.

O design da estampa foi feito por mim 😉

E aí, curtiram? Logo logo tem mais!

Beijos,
Pinky

PS: quem quiser visitar a Restaurando Vidas e ouvir sobre Deus, o endereço é Rua Conselheiro Furtado, 559, Liberdade.

Ū#PinkyEmSP – S02E03

Oi gente!

Primeiramente feliz ano novo! Que Deus faça o ano de vocês memorável. O diário de viagem continua. Depois da Paulista com a Joyce, peguei um dia de piscina, a festa de Réveillon, o domingo e a segunda fazendo vários nada e a terça de shopping, McDonald’s e igreja. No dia seguinte, fui ao Terminal Cachoeirinha comprar um Bilhete Único, mas isso é irrelevante. Vamos às fotos:

Passei o réveillon em família, na casa da Tia Lei. Assisti à queima de fogos da sacada, zuei muito com os primos, etc.

Os primos: Vanessa, Heloisa (minha irmã) e Rafael no Réveillon.

Na terça, conforme já disse, foi dia de shopping e McDonald’s. Pensem em alguém necessitada de um Big Mac. Essa era eu.

Amo muito tudo isso!

Depois do shopping, pegamos um Uber (recomendo) para a igreja em que eu congregava aqui em SP, a Assembleia de Deus Uma Palavra de Vida (para quem quiser visitá-la, ela fica na rua Capitão José Machado, 267, Jardim Primavera. Joguem no Google 😉) para, obviamente, cultuar a Deus e também matar a saudade dos amigos de lá.

Eu, minha mãe, Pr. Rodrigo Marques (que era meu líder de jovens e professor de violão) e Heloisa.

Depois disso, voltei para a casa da Tia Ilza.

O diário ainda vai continuar, mas eu quero que vocês me contem o que estão achando.

Beijos,
Pinky

#PinkyEmSP – S02E02

Oi gente!

Dessa vez vou contar sobre os dois primeiros dias em São Paulo. Bem, no dia que eu cheguei, abracei cada um dos meus primos e à noite fui matar minha vontade de pizza com eles, na Freguesia do Ó, perto da casa minha tia. Literalmente quebrei a banca! No dia seguinte, sol e piscina com as tias e os primos.

Na quarta-feira, foi um dia maravilhoso, porque encontrei minhas duas melhores amigas numa tacada só. Fui à Avenida Paulista com a Joyce e conheci o Shopping Cidade São Paulo, fui em outros lugares da avenida símbolo de São Paulo, fiz minha “estreia” no Starbucks e conheci o Taco Bell do Top Center. Segura que vai ter surra de fotos.

Créditos do look: blusa Whoop, saia Jin DG (mandei encurtá-la), sapatilhas FiveBlu, bolsa TKTS e brinco de acervo pessoal.
Praça do Ciclista.
Escadaria da Gazeta.

Assim que chegamos ao shopping, resolvemos ir no Starbucks, já que eu nunca fui. A Joy pediu um Frappucino Floresta Negra e eu pedi um chá, já que eu não bebo café e não sabia que podia pedir sem café. Realmente é gostoso, mas o Rei do Mate continua soberano.

Eu e a Joyce no Starbucks do Shopping Cidade São Paulo.
O chá que eu pedi. Se não me engano, era mate com limão.

Depois que a chuva da tarde de ontem parou, fomos descobrir onde era a Forever 21. A loja fica no Top Center e neste shopping fica o Taco Bell onde nós comemos. Pedi um Crunchy Taco de carne para experimentar. É gostoso. Os preços do Taco Bell ficam na mesma faixa dos demais fast-foods.

Como vieram os tacos que eu pedi (um era meu e outro era da Joyce)
O taco que eu pedi, já mordido.

Depois, ficamos loucas na Fnac e voltamos para casa. O metrô, por incrível que pareça, não estava lotado. Chegando na minha tia, minha outra BFF, a Amanda estava lá e ainda me deu uma body splash da Victoria’s Secret de presente. Podia ser melhor? Depois, viemos de Uber para a casa da minha outra tia.

Enfim, foi isso. Espero que tenham gostado.

Beijos,
Pinky

PS: ainda comprei na Paulista uma bandana e um postal de São Paulo, que não tirei foto.

#PinkyEmSP – Once again

Oi gente!

A série #PinkyEmSP recomeça porque eu estou na minha terra de novo para passar as férias. Neste primeiro post, vou contar como foi a viagem rumo à capital paulista. Recomendo já ler o primeiro #PinkyEmSP para saber o “protocolo” dos Ribeiro para a estrada.

Dessa vez, eu viajei numa empresa diferente e por um caminho diferente, que foi via Nova Serrana (o do do ano passado, foi pela Rio-Bahia). Bem, mesmo sendo dezembro, peguei uma friaca daquelas de madrugada, porque juntou a madrugada mineira com o ar-condicionado do ônibus, mesmo assim, viagem foi tranquila.

Camiseta Corinthians (aquela que eu comprei na ShopTimão), calça Riachuelo, tênis Star Tech e óculos de acervo pessoal.

Cheguei em SP no começo da tarde de terça e segui, de Uber, para a casa da minha tia. Meu sentimento foi de que eu finalmente voltei para casa, depois de longas férias na Bahia, mesmo sabendo que eu estou de férias em São Paulo.

Por-do-sol em algum lugar em Minas. O vidro do ônibus era fumê.

Depois eu conto mais sobre as férias paulistanas.

Beijos,
Pinky